Epic Games
Até o Google pensou comprar a Epic para evitar problemas (Créditos Imagem - Epic Games).

Não é segredo para ninguém que a Epic Games continua fazendo investimentos na sua loja de PC, onde toda semana entrega jogos grátis para todos os jogadores, porém esses jogos grátis custam muito para a empresa.

Em novos documentos que foram vazados da batalha judicial entre Apple e Epic, a Apple diz que “A Epic Games Store não é lucrativa e não é comparável à App Store”, “e não será lucrativa por pelo menos vários anos, se é que alguma vez será.”

Nos documentos apresentados pela Apple, a gigante disse que a Epic perdeu cerca de US$181 milhões com a Epic Games Store em 2019 e que projetou perder cerca de US$273 milhões em 2020, e para 2021 a empresa projeta perder mais US$139 milhões.

Fora isso, a Epic ainda comprometeu US$444 milhões em garantias mínimas apenas para 2020, mesmo projetando um crescimento de “apenas” US$ 401 milhões em receita naquele ano.

Sendo assim, desde 2019 a Epic já investiu (ou perdeu) cerca de US$ 497 milhões em sua loja desde 2019 caso todos os dados divulgados sejam verdadeiros, onde a própria Epic já disse anteriormente que os custos não recuperados na loja chegarão a pelo menos US$330 milhões, e que não espera que a loja terá lucro bruto acumulado antes de 2027.

É claro que “perder dinheiro” é a atual aposta da Epic Games, onde a empresa tem feito vários investimentos na sua loja principalmente com as ofertas de jogos grátis, onde já sabemos através de documentos divulgados em Maio, que a Epic pagou US$146 milhões à Take-Two para garantir a exclusividade temporária de Borderlands 3 e também para entregar de graça os jogos Borderlands e Civilization 6 em 2020.


Os especialistas da Apple ainda terminam o documento apontando que a base da Epic para alegar conduta excludente da Apple é que a loja da Apple não foi projetada para hospedar outras lojas, onde ainda dizem que “Embora a comissão da Epic seja menor do que a da Apple, ela não oferece todos os serviços que a Apple oferece. Epic Games Store é essencialmente uma vitrine, falta-lhe os recursos integrados que tornam a App Store uma plataforma desejável para consumidores e desenvolvedores

O fato é que a Epic Games tem muita grana e deve continuar com a sua estratégia de entregar jogos grátis toda semana para atrair novos jogadores para a sua plataforma.

Google

Outro gigante que também teve problemas com a Epic Games foi o Google, que considerou comprar a Epic Games para dar fim aos problemas de concorrência, conforme documentos divulgados durante essa semana.

Tim Sweeney, o atual CEO da Epic diz que esses planos da Google não eram conhecidos pela Epic, e que essa tentativa seria uma hostil forma para encerrar os esforços para competir com o Google Play. Aparentemente essa ideia do Google não evoluiu.


A Epic entrou com ações judiciais contra a Apple e o Google no ano passado depois de introduzir um novo sistema de pagamento no Fortnite que contornou seus sistemas de pagamento e comissões de compra no aplicativo, levando ambas as empresas a expulsarem o Fortnite de suas lojas móveis, já que a Epic quebrou as regras das lojas ao oferecer sistema de pagamentos próprios no Fortnite. Fortnite ainda está disponível em dispositivos Android via sideload.

Fontes – The Verge & PC Gamer

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui